Buscar
  • Gustavo Marques

“Nós temos que saber a importância que alcançamos como formadores de opinião" disse Nadja Rodrigues


“Quando tinha 15 anos já sabia que ia me formar em jornalismo sendo apresentadora de televisão.  E vi uma oportunidade, porque o jornal da manhã era do mesmo grupo da Rádio Antena 10 e ficava deslumbrada na possibilidade. Passei três meses no jornal e depois fui para o rádio, que é totalmente diferente de hoje”, recordou Nadja Rodrigues, convidada do programa Vida de Repórter.


O episódio durou mais de uma hora de conversa e destacou a vida pessoal e profissional da apresentadora. Nadja comentou que a responsabilidade e compromisso são as maiores características de um jornalista. “Nós temos que saber a importância que alcançamos como formadores de opinião na vida das pessoas, e isso é muito sério. Compromisso e responsabilidade são duas palavras que precisam acompanhar o bom jornalismo”, ressaltou Naja Rodrigues.


A apresentadora ainda comentou que, “o jornalismo pode interferir positivamente na vida das pessoas. Como nós podemos ser uma ponte, uma voz,  ser os olhos de muitas pessoas que precisam em momentos importantes. Acho que nós somos um braço muito importante  da sociedade.”, afirmou.


E também comentou sobre os profissionais que não fazem um bom jornalismo. “Quando você não pratica o bom jornalismo, não respeitando os princípios éticos, de responsabilidade e de respeito, você pode destruir a vida de uma pessoa. E por isso que hoje nós temos muito cuidado com a apuração da notícia com responsabilidade. Se você passa uma informação de qualquer jeito, não se preocupa com aquele conteúdo da forma correta, pode colocar  uma pessoa numa situação absolutamente desnecessária, injusta, porque você não apurou efetivamente a notícia da forma correta”, disse Nadja Rodrigues.

0 visualização

© Instituto ILEVE 2019. All Rights Reserved.

Siga-nos nas redes sociais!

  • Branca Ícone Instagram
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube